slide
KELLI DE SÁ - TERAPIAS INTEGRATIVAS
PAZ E BEM EM NOSSOS CORAÇÕES
|

Curso Contos que Encantam

Você sabe o que é Biblioterapia?

A palavra Biblioterapia é formada pela junção de dois elementos de origem grega — biblíon (livro) e therapeía (terapia) — e, de acordo com o Dicionário On-Line da Língua Portuguesa da Porto Editora, consiste literalmente no “tratamento de doenças através da leitura de livros”.

Seria um recurso terapêutico, utilizando livros e outros materiais de leitura em programas direcionados e planejados no auxílio de tratamentos de problemas emocionais e mentais, assim como ajustes sociais.

 A leitura terapêutica oferece inúmeros benefícios, dentre eles: promove o bem estar, melhora o vocabulário e a escrita, facilita o diálogo, gera a capacidade de resolver problemas do dia a dia com mais clareza, estimula a criatividade e a imaginação, aumenta o nível de motivação, fornece meios para a descoberta de novas formas de sentir e pensar, ajuda na expressão de pensamentos e sentimentos, auxilia na compreensão do outro e no desenvolvimento de empatia, e potencializa o autoconhecimento pela reflexão

Um dos recursos mais utilizados são os contos. Os contos, através de suas metáforas e simbolismos, alcançam nosso inconsciente, já que conseguem esquivar as barreiras criadas pela razão. E uma vez ali, despertam o conhecimento ou plantam sementes para o futuro. Dotar a mente de simbolismo é altamente importante, já que 70% das nossas decisões são tomadas pelo inconsciente. Por este motivo, os contos servem como instrumento perfeito para educar as emoções, ensinar valores, animar, fortalecer a resiliência, a autoestima, a assertividade, entre outros.

É importante esclarecer que utilizamos o termo “conto”, como forma geral para o gênero narrativo que engloba: contos de fadas, contos modernos, fábulas, mitos, parábolas, lendas, etc. A pessoa (como leitor ou ouvinte) encontra significados nos contos, pois eles transmitem importantes mensagens à mente consciente e inconsciente. Essas histórias encorajam o seu desenvolvimento, ao mesmo tempo que aliviam pressões conscientes e inconscientes. Na medida em que as histórias se desenvolvem, dão espaço à consciência, mostrando caminhos para satisfazer as necessidades e desejos, de acordo com as exigências do ego e superego. Ocorre uma transformação interior que acaba afetando toda a vida do indivíduo.

A linguagem simbólica é um valioso recurso que se esconde por trás da simplicidade das histórias e que é usada para explicar problemas, etapas ou fatos por meio de símbolos ou imagens direcionadas ao inconsciente humano, sugerindo possibilidades e alternativas. Graças a essa linguagem específica, as crianças veem suas preocupações e desejos expressos. Atualmente, usamos essa linguagem para representar coisas que não estão ao alcance do entendimento humano, isto é, coisas que não podemos explicar com fatos.

Ouvir e contar histórias são atividades fundamentais para desenvolver a imaginação e a capacidade de expressar sentimentos.

Por abordar questões universais, ligadas ao ser humano, os contos podem contribuir com o processo de amadurecimento psicológico e a sua compreensão. Além disso, a abordagem simbólica facilita a resolução de conflitos e a comunicação consigo mesmo. Aprenda a usar o recurso da Biblioterapia na Educação e na Terapia, em crianças, adolescentes e adultos. Selecionando, usando e criando contos terapêuticos. Solte sua imaginação e permita que os símbolos dos contos conversem com vocês. Vem comigo!

CURSO CONTOS QUE ENCANTAM
Para saber como se inscrever, entre em contato.

Tecnologia do Google TradutorTradutor